Logo Sociedade Ponto Verde

SPV lança Academia sobre reciclagem dedicada às escolas
SPV lança Academia sobre reciclagem dedicada às escolas
2019-05-21
SPV lança Academia sobre reciclagem dedicada às escolas

A escola Josefa de Óbidos, em Lisboa, apadrinhou o lançamento da Academia Ponto Verde, uma nova plataforma digital desenvolvida pela SPV, com conteúdos sobre reciclagem e sustentabilidade, para promover hábitos amigos do ambiente junto da comunidade escolar

 

Se dúvidas houvesse sobre o interesse que temáticas como a reciclagem e a proteção do ambiente despertam junto dos mais novos, as mesmas ficaram completamente dissipadas pela reação dos alunos Escola Básica e Secundária Josefa de Óbidos, em Lisboa, que não arredaram pé junto da carrinha da Academia Ponto Verde – nem mesmo durante os discursos “mais sérios” dos crescidos.

A carrinha, cujos jogos, passatempos e muita informação sobre a reciclagem de embalagens prenderam a atenção de todos, miúdos e graúdos, é só uma parte, “a mais divertida”, como um aluno confidenciou para os amigos, do projeto Academia Ponto Verde.

 

Trata-se de uma plataforma digital, concebida pela SPV, com conteúdos sobre reciclagem e sustentabilidade, com o objetivo de promover hábitos amigos do ambiente junto da comunidade escolar. A partir de agora, alunos e professores têm toda a informação, à distância de um clique, sobre o que se deve colocar no ecoponto até ao que acontece a partir do momento de recolha nesses mesmo ecoponto.

 

 

Transformar ideais em gestos reais

Numa altura em que “sete em cada dez lares portugueses fazem separação, havia a necessidade de trazer à comunidade escolar mais conteúdo sobre este ato de cidadania”, até porque, como sublinhou o secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, durante a cerimónia, “uma boa política ambiental começa na escola”. E foi exatamente a partir desse pressuposto que a SPV avançou para este projeto, “com o objetivo de chegar a mais pessoas com mais eficácia”, segundo afirmou o presidente do Conselho de Administração da Sociedade Ponto Verde, António Nogueira Leite, que confessou, ele próprio, ter sido “influenciado pelos filhos e pelas gerações mais novas da família” para a importância da reciclagem. “É um programa que pretende transformar ideais em gestos reais”, considerou.

 

A Academia Ponto Verde é dirigida não só às crianças do 1.º, 2.º e 3.º  ciclos, mas também aos professores. A plataforma online (em www.academiapontoverde.pt) apresenta-se assim como uma importante ferramenta educativa, repleta de conteúdos interessantes e apelativos. Aí, os professores podem encontrar, por exemplo, todos os conteúdos necessários para lecionar uma aula sobre reciclagem ou desenvolver iniciativas, quer no recinto escolar, quer envolvendo os alunos e a comunidade local.

Quanto aos mais novos, têm neste site conteúdos divertidos, em vídeo e quizz, para que possam facilmente apreender esta temática. “A ideia é trabalhar os conceitos de forma divertida e o caderno de atividades para os professores, com material estruturado, serve para lhes facilitar a vida”, sustenta a coordenadora pedagógica da Academia Ponto Verde, Luísa Sousa Otto.

 

Já o diretor do Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão, no qual está integrada a escola Josefa de Óbidos, não tem dúvidas sobre o valor da iniciativa. “Acredito muito nestes projetos vindos de fora, que acabam por envolver a escola como um todo”, defendeu o professor Jorge Nascimento. “Os miúdos identificaram-se muito com o projeto, porque é o mundo que está em causa e eles estão muito recetivos a esta temática. Não é normal num dia como o de hoje, cheio de sol e depois das aulas, conseguir prender a sua atenção durante tanto tempo. É sinal que saíram daqui satisfeitos”, salienta.

 

O roadshow da Academia Ponto Verde irá agora percorrer mais algumas escolas da capital e, no início do próximo ano letivo, vai para Lagos, no Algarve, onde irá começar a percorrer todo o país. “O plano é ir, pelo menos, a uma escola por distrito, mas poderão ser muitas mais”, garante Ana Trigo Morais, a CEO da SPV, porque, afinal, a reciclagem “é uma causa maior nacional”, tanto dos grandes como dos mais pequenos.

DESCUBRA AINDA



UK